top of page

POR QUE A PONTO URBANO? A NK2 RESPONDE



A nk2 branding nasceu em 1982. Obviamente, não com esse nome, pois o termo “branding” não era conhecido. E nem existia escola de design. Gilmar Nashiro e Sérgio Kamimura cursaram, então, a FAU – Faculdade de Arquitetura e Urbanismo da USP. Em 2006 concluíram o MBA em Branding (Gestão de Marcas) pela F. I. Rio Branco. Produziram, neste período, mais de 200 marcas gráficas (logos).

Trabalham com tudo o que diz respeito à MARCA: naming, criação, implantação e estratégias de comunicação. Têm como missão “CONSTRUIR MARCAS COM ALMA”, pois este é o diferencial com que constroem as histórias dos seus clientes. Algumas marcas criadas na última década: Escola Lourenço Castanho, Restaurante Shintori, Intermarine Yachts, Top Profissional Ikesaki, Bolsas Macadâmia, MyStory (Casa das Alianças).

Um “case” que praticamente envolve todas as atividades da agência é a da Bolsas Macadâmia. A bolsa de couro sintético, sem marca, que era vendida na 25 de março, precisava se reciclar para se diferenciar da concorrência. Criou-se o nome “Macadâmia” e era preciso também criar novo produto e novo ponto de venda. Uma estilista, um stand inovador na Francal e o showroom na Avenida Paulista tornaram a Marca conhecida em dois anos. Hoje a Macadâmia é distribuída em lojas multimarcas. A nk2 participou de todas as etapas da construção da Marca, trabalhando não PARA o cliente mas COM o cliente.

Outro “case” de destaque é o “Revitaliba”, um projeto que visa a Revitalização do bairro da Liberdade. Realização da JCI Brasi-Japão, com o apoio do Consulado Geral do Japão em São Paulo e outras entidades. A força do projeto não está na intervenção urbana ou arquitetônica (que até poderá acontecer), mas principalmente na consciência e conduta das pessoas – usuários, lojistas e poder público. Quando o projeto possui uma grande ideia e uma identidade visual sedutora, o apoio é mera consequência. (nas fotos, celebridades apoiando o projeto)

  1. EXPERIÊNCIA NO COWORKING

Procuramos o coworking em 2015, com a finalidade de diminuir custos fixos. Era a única razão. Mas, ao experimentar este novo ambiente de trabalho, percebemos que os benefícios iam muito além do que imaginamos. Além do networking, a cooperação com outros coworkers e colaboradores do próprio coworking é fundamental.

Com a flexibilidade de espaços, aumentar ou enxugar a equipe não é mais problema. E não precisamos mais do departamento de RH. Resumindo: o nosso foco passa a ser apenas com PRODUTIVIDADE. Sem dúvida, o futuro das relações humanas passa pelo compartilhamento.

Quanto aos pontos negativos, eu poderia citar a falta de privacidade. Mas este fato não afeta a nossa atividade. O que poderia vir a ser um sério problema seriam vários “alto-falantes” no mesmo ambiente. Mas é um problema raro e, caso aconteça, sempre há solução.

Neste período de três anos, a nk2 atendeu clientes coworkers da Ponto Urbano: STUDIO PEPE Arquitetura e TANTA Arquitetura. E ainda indicação de outros clientes.

0 comentário

Posts recentes

Ver tudo

Comments


bottom of page